Autor

Arquivo do blogue

O Argolão

O objectivo deste adereço é basicamente igual a de um cesto que se usa para recuperar um sargo, dourada, etc, mas tem uma diferença, um cesto quando desce pela seda abaixo e chega à água, é necessário que o peixe entre dentro e só ai puxamos a corda e recuperamos o peixe, com o argolão não, ao descer pela seda abaixo entra directamente na cabeça do safio na posição que desce e sendo um peixe de garro facilita a passagem entre .....

As minhas bóias

Já há algum tempo que andava a magicar como começar a construir bóias tipo peão para a pesca e enquanto não arranjei um bocadinho para me puder debruçar a sério sobre o assunto, não descansei!Como tal pus mãos à obra e começei por procurar em casas de materiais de bricolage o que era indispensável para elaborar as bóias e que o custo final não fosse demasiado dispendioso, em comparação com as bóias que se adquire em lojas de pesca.

Cesto(em processo)

Construção de um cesto para recuperação do pescado em certas situações......

Pesca de familia lll

Na quinta-feira passada dois cotas(tio e amigo)foram pescar algures por esta costa algarvia e ao contrário das últimas vezes safaram a pesca.


Os sargos pelos vistos estavam em dia sim e quando assim é, há que aproveitar, pelo menos o tempo passa e captura-se algum peixe. No fim de contas cada um apanhou cerca de 5 quilogramas o que não foi nada mau.



Um dos exemplares era de quilo como se pode ver na foto.



Um abraço

Pesca "Fenomenal"

No sábado como combinado com o meu amigo Pedro C(T)osta, fomos tentar a nossa sorte ás meninas de testa dourada, porque já tínhamos ouvido rumores de algumas capturas destas maganas aqui bem perto e como tal, lá fomos nós!!!
Com aquele tal isco bem rijinho que fomos apanhar na quarta-feira, ás 05h30m da madrugada foi a hora marcada para a passagem na minha casa, para me dar boleia.

Chegádos ao pesqueiro, havia já dois companheiros que tinham ido fazer um bocado da noite também para tentar a sua sorte ás maganas, mas elas não apareceram!!!
Quando começou a amanhecer, o céu mostrou-se encoberto e havia a possibilidade de levarmos uma molha, mas como quem corre por gosto não cansa, toca de montar o arsenal e depressa foi chumbadas para dentro de água.

Ao fim de umas boas horas, depois de fazer um bom relâmpago lá ao fundo veio um vento quente e como estávamos quase a dormir porque não sentíamos nada, comecei a ouvir uns estalitos do lado de uma cana minha. Levantei-me a pensar que tinha um peixe a puxar-me a linha e que a bobina estava a cantar muito lentamente!!!!!!

Quando olhei para a bobina do carreto, verifiquei que a mesma estava parada, mas os tais estalitos, não paravam de se ouvir e como o Pedro estava ao pé de mim, ainda pensei que estava a brincar comigo com alguma coisa que tinha no bolso, mas não!!!!
Qual não é o meu espanto, quando olho para o suporte!!!!!! Estava a passar faiscas entre a cana e o suporte da mesma e cada vez intensificava-se mais a cadência e depressa todas as canas inclusivé a dos outros companheiros que lá estavam, também começaram a fazer o mesmo!!!!!!

Fiquei estupefacto com tal fenómeno!!!!! Nunca tal na vida me tinha acontecido e ainda bem que tinha a câmara comigo para o puder comprovar. Julgo que teve a ver com o relâmpago que fez, mas não sou a pessoa mais entendida nessa matéria.

Aqui vos deixo o vídeo com o fenómeno(reparem bem nas faiscas):

video





Como dizia o Fernando Pessa " E esta hem?"


No final só o Pedro é que se safou com um ruivo e uma dourada que pesou 1,300kg



Um abraço

Esclarecimento sobre os dias de pesca

Pois é, está desmistificada a tal dúvida se podia-se pescar aos feriados ou não.

No blog do Fernando Encarnação (Aqui), podem visualizar a prova disso. É a resposta a um pedido de esclarecimento por parte do Sr. Carlos Carvalho, pessoa que tem feito bastante força para tentar inverter estas portarias sem nexo nenhum.

Um abraço e não se esqueçam que dia 10 de Junho(quarta-feira) podem pescar.