Autor

Arquivo do blogue

O Argolão

O objectivo deste adereço é basicamente igual a de um cesto que se usa para recuperar um sargo, dourada, etc, mas tem uma diferença, um cesto quando desce pela seda abaixo e chega à água, é necessário que o peixe entre dentro e só ai puxamos a corda e recuperamos o peixe, com o argolão não, ao descer pela seda abaixo entra directamente na cabeça do safio na posição que desce e sendo um peixe de garro facilita a passagem entre .....

As minhas bóias

Já há algum tempo que andava a magicar como começar a construir bóias tipo peão para a pesca e enquanto não arranjei um bocadinho para me puder debruçar a sério sobre o assunto, não descansei!Como tal pus mãos à obra e começei por procurar em casas de materiais de bricolage o que era indispensável para elaborar as bóias e que o custo final não fosse demasiado dispendioso, em comparação com as bóias que se adquire em lojas de pesca.

Cesto(em processo)

Construção de um cesto para recuperação do pescado em certas situações......

Aproveitar o feriado.....

Um feriado é sempre um dia óptimo, sobretudo quando o aproveitamos para uma sessão de pesca...... e à bóia claro!!! Como tal lá fui pôr o material de molho mais o meu parceiro Roger.



Costuma-se dizer que " de manhã é que começa o dia", ora bem!!! ....... para aproveitar a maré que hoje era excelente, por volta das sete da matina encontrámo-nos para beber o cafézinho da ordem e de seguida rumarmos ao pesqueiro.


Chegados ao local, reparámos que as condições eram boas e sem perder mais tempo começámos a montar o arsenal de guerra!!


Nos primeiros lançamentos não havia qualquer sinal, mas como a maré ainda enchia, era uma questão de esperar por eles. Foi o que sucedeu ao fim de uns vinte e cinco minutos, sinto uma cacetada que veio a resultar numa boa captura de sargo perto do quilograma. Momentos depois o Roger também efectuou uma boa captura de sargo idêntica, o que me deixou alegre e optimista, mas.........


A verdade é que ao longo da manhã as picadas não foram muitas, o que apesar de tudo se revelou bom por dois motivos.
Primeiro, é que não houve peixe pequeno para estar sempre ali a picar na isca e a desfazê-la, á excepção de um pouco acima da medida que veio embuchado e segundo, das poucas picadas que sentimos resultou sempre em capturas de peixe razoável.

Já no final, um sarguito veado abocanhou a isca e fez-me abrir o drag do carreto para ouvir a tal musiquinha e claro, depois teve que vir para cima................... a cesto claro!!!!
Pesou só 1,700kg


Apesar de não ter sido uma manhã muito produtiva, mesmo assim no resultado final a qualidade superou a quantidade, o que não foi mau!!

Um abraço e até breve.