Autor

Arquivo do blogue

Campanha sobre Risco de Circulação em Falésias

GOVERNO CIVIL DE FARO PROMOVE CAMPANHA SOBRE RISCO DE CIRCULAÇÃO EM FALÉSIAS
27 Fevereiro 2008

Pois é, lá passados uns quantos anos e um "número" de mortes nas falésias, é que se lembraram que tinham de tomar uma atitude, ora leiam o comunicado:

O Governo Civil do Distrito de Faro vai promover uma campanha de sensibilização sobre o risco de circulação em falésias da região. A medida foi anunciada hoje pela Governadora Civil, Isilda Gomes, após uma reunião com responsáveis do Instituto de Conservação da Natureza e Biodiversidade (ICNB), Autoridade Marítima, Protecção Civil, Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Algarve e os presidentes das Câmaras Municipais de Vila do Bispo e Aljezur.


De acordo com a Governadora Civil, a campanha será dirigida a turistas e residentes, especialmente pescadores lúdicos, de forma a prevenir incidentes em locais de risco. A intervenção, a ser lançada na imprensa, hotéis e postos de turismo, sob a coordenação do Governo Civil de Faro, visa identificar as zonas perigosas da costa algarvia e envolverá todos os organismos com preocupações nesta área, como o ICNB, a CCDR, Câmaras Municipais, Protecção Civil e Autoridade Marítima.

“Pretendemos lançar uma campanha maciça, que seja acessível a todos os residentes e turistas, de forma a conhecerem as zonas perigosas”, disse Isilda Gomes, garantindo que o projecto irá avançar até ao próximo Verão, com a colaboração dos referidos parceiros, havendo já um compromisso de apoio financeiro por parte do Governo Civil, da CCDR, da Região de Turismo do Algarve e das Câmaras Municipais de Vila do Bispo e Aljezur, concelhos onde se regista maior incidência de acidentes em falésias.

A Governadora Civil alerta ainda para a necessidade de maior responsabilidade e civismo por parte dos utentes das zonas rochosas.

“Cada um de nós tem de ser um agente de Protecção Civil e é essa mensagem que também queremos transmitir. A nossa região oferece condições para ser desfrutada com segurança e se todos tiverem conhecimento e consciência dos riscos, é possível evitar acidentes”, frisa Isilda Gomes.

fonte: Governo Civil de Faro

0 comentários